Literatura de cordel

Literatura de cordel

Literatura de cordel

A literatura de cordel é um estilo de poesia popular que era impressa em folhetos rústicos durante a época medieval em Portugal. Esses folhetos eram pendurados em barbantes ou cordéis para a venda. No Nordeste brasileiro, herdamos o nome e evidenciamos ilustrações sobre cenas e elementos do cotidiano. Esses desenhos ainda hoje são inspirações para criar, por exemplo, uma estante em forma de árvore. Como dica, abuse de tons mais sóbrios na confecção das peças .

Materiais utilizados no passo a passo de pintura em parede:
• Tinta acrílica marrom
• Pincéis nos 8, 14 e 20
• Trincha
• Fita-crepe de 25 mm
• Trena
• Lápis
• Barbante
• Risco no Material de Apoio

Modo de fazer:
1. Transfira o risco do desenho para a parede: com o auxílio do lápis e da trena, faça um traço horizontal e outro vertical no centro do risco, formando uma cruz e dividindo-a em quatro retângulos. Meça e marque na parede a altura desejada da árvore. Para o desenho ficar proporcional à matriz, com a fita-crepe, prenda o barbante na parede, formando também uma cruz e, em seguida, com o lápis e a trena, trace na parede os desenhos apresentados nos retângulos formados pelas marcações. Para formar o tronco principal, use a fita-crepe saindo do chão até o topo. Dica: se preferir, trace o desenho livremente na parede.

2. Com a trincha, aplique uma demão da tinta em todo o tronco. Aguarde a secagem por 40 minutos e aplique a segunda demão de tinta. Aguarde a secagem por mais 1 hora e meia e aplique a terceira demão de tinta. Enquanto aguarda a secagem, com o pincel nº 20 e a tinta, contorne e pinte os círculos que formam a folhagem das pontas dos galhos e os pequenos círculos vazados. Aguarde os mesmos períodos de secagem do tronco para aplicar a segunda e terceira demãos de tinta das folhagens e círculos.

3. Com o pincel nº 14 e a tinta, preencha as folhas soltas da árvore. Após a secagem do tronco, retire as tiras de fita-crepe e de barbante e pinte os galhos, respeitando também o tempo para a aplicação das três demãos de tinta. Para finalizar, com o pincel n° 8 e a tinta, pinte os detalhes das folhas.

Dica: para evitar as manchas na pintura devido à utilização de tinta escura, é necessário aplicar três demãos de tinta. O tempo de secagem sugerido é o tempo mínimo. Caso o dia esteja úmido, o tempo de secagem deve ser maior.


Onde encontrar:
Silvia Schmidt – Artes plásticas & design - Tel.: (11) 9805-1504 - (19) 3834-4533 - www.silviaschmidt.com.br.


 

Fonte: Criação e execução: Silvia Schmidt – Artes plásticas & design l Fotos: Ricardo Novelli l Produção: Cristiane Alberto l Ilustrações Omar Garcia

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe seu comentário:

Loading...
Literatura de cordel

Literatura de cordel

A literatura de cordel é um estilo de poesia popular que era impressa em folhetos rústicos durante a época medieval em Portugal. Esses folhetos eram pendurados em barbantes ou cordéis para a venda. No Nordeste brasileiro, herdamos o nome e evidenciamos ilustrações sobre cenas e elementos do cotidiano. Esses desenhos ainda hoje são inspirações para criar, por exemplo, uma estante em forma de árvore. Como dica, abuse de tons mais sóbrios na confecção das peças .

Materiais utilizados no passo a passo de pintura em parede:
• Tinta acrílica marrom
• Pincéis nos 8, 14 e 20
• Trincha
• Fita-crepe de 25 mm
• Trena
• Lápis
• Barbante
• Risco no Material de Apoio

Modo de fazer:
1. Transfira o risco do desenho para a parede: com o auxílio do lápis e da trena, faça um traço horizontal e outro vertical no centro do risco, formando uma cruz e dividindo-a em quatro retângulos. Meça e marque na parede a altura desejada da árvore. Para o desenho ficar proporcional à matriz, com a fita-crepe, prenda o barbante na parede, formando também uma cruz e, em seguida, com o lápis e a trena, trace na parede os desenhos apresentados nos retângulos formados pelas marcações. Para formar o tronco principal, use a fita-crepe saindo do chão até o topo. Dica: se preferir, trace o desenho livremente na parede.

2. Com a trincha, aplique uma demão da tinta em todo o tronco. Aguarde a secagem por 40 minutos e aplique a segunda demão de tinta. Aguarde a secagem por mais 1 hora e meia e aplique a terceira demão de tinta. Enquanto aguarda a secagem, com o pincel nº 20 e a tinta, contorne e pinte os círculos que formam a folhagem das pontas dos galhos e os pequenos círculos vazados. Aguarde os mesmos períodos de secagem do tronco para aplicar a segunda e terceira demãos de tinta das folhagens e círculos.

3. Com o pincel nº 14 e a tinta, preencha as folhas soltas da árvore. Após a secagem do tronco, retire as tiras de fita-crepe e de barbante e pinte os galhos, respeitando também o tempo para a aplicação das três demãos de tinta. Para finalizar, com o pincel n° 8 e a tinta, pinte os detalhes das folhas.

Dica: para evitar as manchas na pintura devido à utilização de tinta escura, é necessário aplicar três demãos de tinta. O tempo de secagem sugerido é o tempo mínimo. Caso o dia esteja úmido, o tempo de secagem deve ser maior.


Onde encontrar:
Silvia Schmidt – Artes plásticas & design - Tel.: (11) 9805-1504 - (19) 3834-4533 - www.silviaschmidt.com.br.


 

Loading...